A Trend Watching divulgou seu relatório anual para a América do Sul e América Central, com base nele, identificou-se 10 tendências para fortalecer marcas em 2015.

 

1) In-Hand Brands

A paciência dos consumidores está diminuindo e a exigência aumentando. Esteja na hora certa, no lugar certo, oferecendo o que o seu cliente sequer esperava. Antecipe-se!

2) Brigth is Beautifull

Conhecimento = Status. Ajude seu consumidor a expressar (exibir) seus conhecimentos. Mark Zuckenberg já embarcou nessa (http://abr.ai/1wOdJGR)

3) Reconciliation Brands

As marcas precisam ter uma posição muito clara quando o assunto é desigualdade e preconceitos. É preciso coragem e sair de cima do muro. Eventos como o recente atentado ao Charlie Hebdo aumentam ainda mais a discussão sobre os assuntos mais polêmicos. As mascas não poderão ficar de fora.

4) Democratic Pricing

Os consumidores já possuem confiança em dizer quanto os produtos devem custar. Deixe que eles mostrem o quanto valorizam sua marca e crie oportunidades para que participem de alguma forma da precificação dos seus produtos e serviços.

5) Inside Out

Uma forte tendência que se iniciou em 2013 será um diferencial em 2015: as pessoas estão buscando aproveitar melhor os espaços abertos. Estão saindo dos shoppings, de suas casas e frequentando cada vez mais áreas públicas como parques e praças. Já pensou em como aproveitar esta oportunidade?

6) Playfull Perks

Cada vez mais o tom sério do discurso das marcas deverá ser trocado por algo mais humanizado e próximo para se criar relações significativas com seus clientes. Seja criativo e crie interações que surpreendam.

7) City Connections

Pesquisas indicam que cada vez mais pessoas moram sozinhas nas grandes cidades (http://bit.ly/1y9UoWk). Isso não significa que elas gostem de solidão! Marcas que ajudarem a unir vizinhos e amigos certamente terão um lugar reservado na mente destes consumidores.

8) Ok Commuter

Existe uma crescente tendência à adoção ao transporte público nas grandes cidades (seja pelas melhorias da própria rede ou pela mudança de pensamento sobre status=posse de veículo). Essa será uma bela oportunidade para que as marcas, principalmente do varejo, estejam presentes no trajeto dos seus consumidores. Na Coréia do Sul, a HomePlus (que pertence ao grupo Tesco) já deu um belo exemplo – em 2011 (http://abr.ai/1xX6r8X)

9) Onlife Service

A cada dia a tecnologia em serviços on-line cresce, assim como sua demanda. Mais do que oferecer estes serviços, ajude seus consumidores a utilizarem essa tecnologia de maneira segura, produtiva e saudável.

10) Brands Stands

Entenda quais são as verdadeiras causas dos seus consumidores e esteja comprometido com elas. 72% dos brasileiros estão insatisfeitos com o país segundo pesquisa do Pew Research Center de Junho de 2014. Eventos como a Copa motivaram a população a repensar conceitos. Esteja atento e participe!

 

De forma geral, a tendência de preferência por marcas cada vez menos “frias” é clara. Os consumidores buscam marcas realmente comprometidas com seus valores éticos e morais. Com base em um posicionamento claro e honesto, aliado a muita criatividade, é possível humanizar marcas e aproximá-las de seus consumidores, criando uma relação verdadeira e fixando marcas na cabeça e no coração das pessoas.

Pin It on Pinterest

Share This